sexta-feira, setembro 22, 2017

AVIAÇÃO ISRAELITA TERÁ ATACADO DEPÓSITO DE ARMAS PRÓXIMO DE DAMASCO

Três ataques aéreos terão sido perpetrados esta madrugada pela temível aviação de guerra israelita visando um depósito de armas pertencente ao grupo terrorista Hezbollah.
O ataque aconteceu numa área próxima do aeroporto, uma região que se sabe ser um ponto forte da presença do Hezbollah, o grupo terrorista islâmico sustentado pelo regime iraniano.
Não há conhecimento de baixas ou de estragos físicos.
Israel não comentou a acusação. Sabe-se no entanto que ao longo dos últimos anos a aviação judaica tem levado a cabo operações deste género em território sírio, visando principalmente armamento sofisticado como mísseis anti-aéreos de fabrico russo e iraniano, bem como posições militares do Hezbollah em território sírio.
Desde há algum tempo que Israel teme que a presença militar iraniana no sul da Síria, perto dos Monte Golan, venha um dia a servir como trampolim para ataques terroristas ao Norte de Israel.
Na passada Terça-Feira a Força Aérea israelita derrubou um drone de fabrico iraniano lançado pelo Hezbollah com um míssil "Patriot" que tentava entrar dentro do espaço aéreo de Israel.

Shalom, Israel!

quarta-feira, setembro 20, 2017

ISRAEL ENVIA EQUIPA DE 50 SOCORRISTAS PARA O MÉXICO

Israel tem-se tornado reconhecido como uma das nações mais disponíveis e capazes de prestar ajuda quase imediata em situações de catástrofes naturais, seja em que parte do mundo for.
Assim tem acontecido nos anos recentes, e vários governos têm mostrado a sua gratidão e reconhecimento pela ajuda humanitária prestada pelo estado judaico. Está ainda na memória de muitos a preciosa ajuda de Israel no terremoto na Turquia em 1999, no terremoto no Haiti no ano 2010, no tufão que atingiu as Filipinas em 2013, e no recente terremoto no Nepal em 2015. 
Em resposta ao trágico terremoto de ontem que atingiu a parte central do México com uma forte intensidade (7.1) e por causa dos imensos estragos materiais, para além das centenas de vidas perdidas e ainda soterradas por debaixo de escombros, Israel está enviando hoje uma equipa de profissionais de socorro composta por 50 militares, na sua maior parte engenheiros que ajudarão a verificar a integridade estrutural dos prédios atingidos na Cidade do México e em outras áreas atingidas. Haverá também uma pequena equipa de busca e salvamento. 
O Boeing da Força Aérea israelita deverá já ter saído do aeroporto militar de Israel, e fará uma paragem técnica em Portugal, antes de prosseguir para o México, devendo regressar no dia 29 para as celebrações do Yom Kippur. 
No ano passado a Organização Mundial de Saúde da ONU reconheceu Israel como tendo a melhor equipa de emergência médica do mundo. 

Shalom, Israel!

terça-feira, setembro 19, 2017

GUTERRES DEFENDE "SOLUÇÃO 2 ESTADOS" NA ABERTURA DA ASSEMBLEIA GERAL DA ONU

O secretário-geral das Nações Unidas António Guterres abriu a 72ª assembleia geral da ONU com uma proposta que está mais que provada ser inútil e desprovida de qualquer sentido de realidade. 
Falando esta manhã na tribuna do maior encontro mundial de líderes representando 193 nações membro das Nações Unidas, Guterres apelou a que se retomem os passos para uma "solução 2 estados" no conflito entre árabes e israelitas.

"Não devemos permitir que a estagnação de hoje no processo de paz leve a uma escalada amanhã" - afirmou ele no seu primeiro discurso como líder na ONU.
E acrescentou: "A solução dois estados permanece o único caminho, e deve ser prosseguido."

Quem não deveria prosseguir a falar inutilidades deveria ser ele próprio, que provou mais uma vez estar completamente manipulado e desfasado da realidade. Israel não pode jamais aceitar reconhecer um estado terrorista a paredes meias com o seu território, do qual é legalmente soberano. 
Guterres foi muito hábil na condenação do terrorismo, alegando até no seu discurso que "o terrorismo nunca pode ser justificado." Está certo. Se assim acredita, comece por apelar aos palestinianos que acabem com o terrorismo contra um estado de direito chamado Israel. Guterres deveria ter condenado o regime do Irão pelas suas constantes ameaças de reduzir Israel "a pó." Mas nem uma só palavra acerca disso.
Pelo que, sr. engº Guterres, as suas palavras não são mais do que um sopro no vento, tão inúteis como a sua postura nesta questão cuja resolução nunca será conseguida colocando os promotores do terrorismo ao mesmo nível daqueles que desejam simplesmente viver em paz com os seus vizinhos.

Shalom, Israel!

segunda-feira, setembro 18, 2017

POPULAÇÃO DE ISRAEL QUASE NOS 9 MILHÕES!

Em vésperas do Rosh Hashanah - o Novo Ano judaico - o "Gabinete Central de Estatísticas" de Israel costuma publicar o mais recente censo indicador do número de habitantes do estado judaico, suas preferências e cidades de residência.
Os dados agora publicados colocam o total da população de Israel em 8.743.000 habitantes, sendo 74,6% judeus, e 20,9% árabes. 
Durante o ano passado nasceram em Israel 181.405 bébés, e entraram 25.977 novos imigrantes judeus que fizeram aliyah (retorno).
Em relação a 2016, a população teve um acréscimo de cerca de 156.000 pessoas.
Um dado interessante: cerca de 88% dos israelitas afirmaram estar satisfeitos ou até muito satisfeitos com a vida.

Viva Israel!
Shalom, Israel!

sexta-feira, setembro 15, 2017

ISRAEL REALIZOU O SEU MAIOR EXERCÍCIO MILITAR DOS ÚLTIMOS 19 ANOS

Numa clara mensagem ao Hezbollah de que está preparado para a guerra, e que desta vez as coisas serão diferentes, Israel concluiu o seu maior exercício militar destes últimos 19 anos no Norte do país.
O exercício foi denominado "Or HaDagan" - a luz de Dagan - em honra ao falecido major general Meir Dagan que comandou o último destes exercícios há 19 anos atrás. 
O exercício teve a duração de 10 dias e envolveu diversas divisões activas das Forças de Defesa de Israel, para além de reservistas, 20 brigadas que incluíram infantaria, artilharia, forças de informação e combate, forças especiais, a Força Aérea de Israel, a Marinha de Israel, o Comando da linha da frente e muitas outras unidades.
O principal objectivo deste gigantesco exercício foi o de melhorar a prontidão de combate na região Norte de Israel que faz fronteira com a Síria e o Líbano.
Segundo um dos oficiais responsáveis, "Não basta ser forte. Precisamos de ajustar a resposta aos desafios que se nos deparam."
O maior desafio no Norte é, como se sabe, o grupo terrorista islâmico Hezbollah, instalado no Líbano, com quem Israel travou a última guerra em 2006. Sabe-se que desde então o Hezbollah tem-se fortalecido, não só ao nível de equipamento, mas também de treinos para combate, constituindo actualmente uma forte ameaça ao Norte de Israel.
Algum do equipamento utilizado por Israel foi possuidor de tecnologia avançada, algum chegando a ser usado pela primeira vez por Israel, incluindo robôs, veículos não tripulados e outro material do mais avançado que há no mundo militar.

Shalom, Israel!

quinta-feira, setembro 14, 2017

NETANYAHU TERMINA NO MÉXICO O SEU PÉRIPLO PELA AMÉRICA LATINA

NETANYAHU COM O PRESIDENTE COLOMBIANO
JUAN MANUEL SANTOS
O primeiro-ministro de Israel chegou esta manhã à cidade do México para o início da sua última visita a um país da América Latina neste périplo que o tem levado à Argentina e à Colômbia.
Durante esta visita ao México o primeiro-ministro deverá assinar vários acordos, incluindo um memorando de entendimento ligado à área espacial, um acordo sobre aviação e na área das comunicações.

COLÔMBIA

Antes da visita oficial ao México, Netanyahu foi recebido na Colômbia pelo presidente Juan Manuel Santos. O governo de Jerusalém e o governo de Bogotá assinaram ali vários memorandos de entendimento ligados ao campo da ciência, para além de um acordo ligado ao turismo.
Recebido de braços abertos na Colômbia, o primeiro-ministro israelita participou nos projectos para uma mais profunda cooperação mútua nos campos da agricultura, água, tecnologia, inovação e defesa cibernética. 
Israel é um país observador na Aliança do Pacífico, uma organização económica que inclui a Colômbia, o México, o Perú e o Chile, tornando-se na oitava maior economia mundial. Israel planeia aprofundar a sua cooperação económica com os países membros da aliança.

ARGENTINA
O primeiro país visitado nesta ronda foi a Argentina, onde o líder israelita foi recebido pelo presidente argentino Mauricio Macri e pelo paraguaio Horacio Cartes que se deslocou propositadamente a Buenos Aires para o encontro.
Foram assinados vários acordos entre Israel e a Argentina, incluindo um acordo de segurança interna cujo alvo é aprofundar e fortalecer a cooperação da polícia e das autoridades judiciais dos dois países na prevenção e detecção de ofensas criminais e identificação dos seus autores, primariamente através da troca de informação estratégica.
Para além disso, os dois países assinaram um acordo bilateral na área da segurança social, um acordo alfandegário e ainda um compromisso da parte da Argentina em fornecer a Israel documentação arquivada respeitante às ligações entre Buenos Aires e o regime nazi durante a Segunda Guerra Mundial, especialmente nos anos que se seguiram à guerra, quando o regime de Juan Domingo Perón deu assistência a oficiais nazis que fugiram para Buenos Aires em busca de refúgio. 

ASSEMBLEIA GERAL DA ONU
Logo a seguir à sua visita ao México, Netanyahu deslocar-se-à para os Estados Unidos, onde se encontrará com o presidente Donald Trump, proferindo na Terça-Feira o seu discurso na Assembleia Geral das Nações Unidas que, pela primeira vez na História da organização, terá como presidente da reunião onde Netanyahu discursará o próprio embaixador de Israel para as Nações Unidas, Danny Danon.

Shalom, Israel!